Welcome home – uma vivência fotográfica

IMG_8527

Welcome home é uma vivência de 2 dois dias ao lado de um casal de fotógrafos que abrem as portas de sua casa num gesto de entrega, partilha, acolhimento, vitalização e transformação.

A nossa fotografia se traduz numa extensão natural de nossa própria vida. Acreditamos que não é possível dissociar uma da outra. Neste sentido, a escolha do local, nosso lar, onde vivemos nossos amores e experimentamos nossos processos criativos, carrega a simbologia de conexão entre esses dois elementos.

O encontro será um tempo de reflexão e de exercícios fotográficos, de trocas e aprendizado em grupo de até 6 participantes. Optamos por trabalhar em pequenos grupos para oferecer o máximo de atenção às diversas individualidades.

Se você quiser nos dar a honra de sua visita, entre no nosso site e solicite maiores informações a respeito desta experiência.

Olívia crescendo

Acompanhar o crescimento dessa bebê tem sido puro prazer. Além de simpática e sorridente, a Olívia topa todas as atividades que costuma fazer ao longo do dia durante a nossa visita sem reclamar nem um bocadinho. E como costuma ser com essa bebezada esperta, a cada encontro, há mil e uma novidades: habilidades recém adquiridas, descobertas recentes, prazeres do momento e brinquedos preferidos. Estamos só na metade desse acompanhamento, mas já imaginando a falta que essa família vai nos fazer no futuro. 1 4 26 8 9 10 13 16 17 18 19 2022 23 25 2726 29 3230 31 35 37 4039 41 3642 44

Dia das Crianças – dia de gratidão

No começo desta semana, Alcides Mafra de Iphoto Editora perguntou-nos sobre a nossa razão de fotografar as crianças, sobre desafios desse ofício e seus encantos. Escrevemos uma curta reflexão para a matéria dele, mas nem por isso o assunto encerrou. Pelo contrário, suscitou uma série de pensamentos e trocas entre nós dois a respeito do nosso fazer fotográfico com as crianças.

IMG_0870Antes de tudo, é difícil expressar a satisfação que tiramos dos encontros fotográficos com os mini modelos, especialmente porque eles não se comportam como tais. As crianças não conseguem se controlar – controlar as emoções, dirigí-las, mantendo as feições desejadas estáveis, assim como o fazem os adultos. Crianças na sua pura necessidade de viver o presente, e só o presente (as vezes confundimos isso com a falta de paciência :)), buscam realizar seus desejos imediatamente. Com elas não funciona: “Espera aí querido, agora vamos sorrir para a câmera e logo depois você vai brincar”. Se você deseja capturar a essência da criança, você precisa primeiro entrar no mundo dela e realizar esse trabalho dentro da brincadeira, a partir das regras que os próprios pequenos ditam. Regras um tanto variáveis, distintas para cada um deles e imprevisíveis no seu cumprimento, ilógicas até para a nossa racionalidade. Mas graças a elas, somos tirados do conforto e enxergamos, claramente, a falta de controle que temos sobre o momento. Mas atenção, não se trata de seguir a criança no seu fazer, porque elas não permitem isso, questionam a presença do outro e, por mais tímidas que sejam, querem se relacionar, descobrir esse desconhecido que os observa. Pode até parecer mais difícil do que a comunicação direta com os adultos, mas podem ter certeza, é também mais divertido e, de certa forma, libertador, não somente porque a cada encontro lembramos da imensa diversidade que é a raça humana, mas também porque nos damos conta de que o controle que sentimos na vida e do qual temos taaanta necessidade é pura ilusão.

As crianças nos mostram o caminho da simplicidade, do encanto com a sombra que o próprio corpo desenha, com a pipa que se mantém no alto, com a brisa do mar batendo no rosto. Sensitivas, curiosas e sempre entregues por completo ao instante vivido, elas são as bússolas que apontam para o caminho da realização. Vivenciar os encontros com elas é uma dádiva. Nossa imensa gratidão a todos os país que têm nos proporcionado estas experiências! Que todos tenhamos a sabedoria de nos beneficiar da presença desses seres especiais nas nossas vidas!

A foto da foto

Polaroid feito com a Hasselblad 500cm.
IMG_9811

Uma tarde na floresta

IMG_0999Essa tarde foi delas: da Yasmin e de uma máquina analógica de médio formato – Hasselblad 500cm.000001040001 000001010011000001010012000001040002 000001040003 000001040007 000001040009 000001040011 000001040004000001040012

No mundo dos pequenos (e grandes) heróis

Essa, nós tínhamos prometido já faz tempo. Ensaio de uma família super querida que celebrava a chegada do terceiro filhote. E apesar de ter sido o terceiro, a mamãe não relaxou em nada. Roupa de cama, naninha, quadros na parede, bandeirinhas embalando o sono, enfim um monte de detalhes bordados, costurados e pintados feitos por ela – apaixonada pela arte, por trabalhos manuais e pela infância feliz de seus filhos, claro!
8Decoração31IMG_01323926cama323318 19 20 irmãosIMG_022023 36 38 39

Momento princesa

 

IMG_0726 IMG_0761IMG_0765